9 de outubro

Associação Portuguesa de Desenvolvimento Hospitalar

No quadro da sua integração no campus do Hospital Pulido valente a nossa Fundação fez questão de se dar a conhecer a outras instituições que vão dividir o espaço connosco. Uma delas é a APDH representada pela Drª Ana Escoval e pelo Drº Francisco Matoso. Depois de apresentação mútua falou-se da possibilidade de colaboração da APDH com a FPV (divulgação, projectos, etc…).

A Fundação reuniu ainda com a Unidade de saúde Familiar das Conchas, também com instalações no campus do Hospital Pulido Valente a 12 de outubro.

Outra das instituições com sede no campus e que irá partilhar o espaço com a nossa Fundação é a Federação Portuguesa de Dadores Benévolos de Sangue, com a qual reunimos no dia 16 de outubro. Fomos recebidos pelo Sr Alberto Mota, presidente da Federação e com ele trocámos ideias sobre futuras colaborações.

A Fundação reuniu utilizando a plataforma zoom com o Presidente da Junta de Freguesia do Lumiar, Dr Pedro Delgado Alves, a 26 de outubro. Nessa reunião foi analisada a possibilidade da Fundação integrar a Comissão Social da freguesia e participar em projetos conjuntos com instituições a trabalhar na comunidade.

Também com a Junta de Freguesia de Santa Clara foi possível reunir online a 27 de outubro, com a Drª Filipa Passinhas, tendo sido identificadas logo, formas de colaboração e integração da Fundação na própria comunidade.

Dessa reunião resultou a ligação da Fundação a uma candidatura ao Programa Bairros Saudáveis – projeto AlimentarMENTE, com vários parceiros na área de influência da Junta de Freguesia de Santa Clara – entidade promotora a PROSAUDESC – Associação de Promotores de Saúde Ambiente e Desenvolvimento Sócio Cultural. Como parceiros surgem a Associação de Moradores do PER11, CSP Ameixoeira, CSP Charneca-Galinheiras, DDS-CML, JF Santa Clara, ENSP-UNL, ESTeSL-IPL, SCM, ACES LisboaNorte, Associação LOCAl, Lions Clube Lisboa Centro

Projeto VivaVida

A Fundação integrou também uma candidatura ao Programa Bairros Saudáveis na Vila de Mértola, para o projeto VivaVida, no Centro Histórico de Mértola, tendo como promotor a Santa Casa da Misericórdia de Mértola e contando com vários parceiros: Núcleo de Voluntariado, a AHBVM, Centro de Saúde, CMM, JFM.

Projeto Casa Branca em Montemor-o-Novo

A Fundação foi contactada pelas Oficinas do Convento, uma associação cultural de Montemor-o-Novo, para integrar um projeto de dinamização de uma aldeia no Alentejo, tomando na sua responsabilidade os temas da literacia para a saúde e da ciência, na sequência da Conferência realizada na mesma cidade em parceria com a Cooperativa Integral Minga. Este projeto que já desenvolveu várias iniciativas e está a estudar a possibilidade de constituição de uma cooperativa para a qual convidaram a Fundação Pulido Valente como uma das entidades fundadoras.

Sede Fundação FPV

A Fundação Pulido Valente instalou-se, em meados de novembro, no espaço que lhe foi cedido no Hospital Pulido Valente (antiga Casa do Administrador) para desenvolver a sua atividade regular. Uma sala num edifício partilhado com mais duas organizações a Federação Portuguesa de Dadores Benévolos de Sangue e a Associação Portuguesa de Desenvolvimento Hospitalar.

Documento/Espólio Fundação FPV

Neste momento a documentação/espólio Fundação FPV encontra-se, uma parte num armazém (com custos associados), outra parte em casa do presidente do Conselho de Administração, Rui Pulido Valente. Ao longo destes meses alguns dos membros têm procurado organizar este material, sobretudo a parte da documentação das exposições realizadas ao longo dos anos.

Em reunião recente com a Professora Fernanda Rollo, membro do Conselho Consultivo, ficou acordado o depósito na Fundação Mário Soares dos documentos do espólio para tratamento arquivístico.