Patrono A Fundação Prémio Ensino Prémio Ciência Biblioteca e Espólio Agenda Contactos e Informações
Homepage, Destaques

A Fundação

 
Historial

Acontecimentos e Actividades da FFPV

Já anteriormente à criação desta Fundação, os familiares e fundadores da mesma tinham levado a efeito algumas iniciativas dentro do espírito que preside à Fundação. Uma destas iniciativas foi a doação ao Museu da Cidade de Lisboa do quadro "A Tertúlia do Consultório" onde figuram, para além do Prof. Pulido Valente, personalidades conhecidas da intelectualidade portuguesa.

Outra iniciativa foi a edição do livro «In memoriam - Francisco Pulido Valente» em que se recolheram diversos documentos do espólio do patrono. Para que tal fosse possível contou-se com a colaboração, entre outros, dos Professores Barahona Fernandes, Juvenal Esteves, Jaime Celestino da Costa e os Doutores Azeredo Perdigão, Vasconcelos Marques e João Freitas Branco.

Em 1992, foi realizada uma sessão no Hospital Pulido Valente na qual foi apresentada publicamente a Fundação tendo sido descerrada uma lápide de homenagem ao nosso patrono e um seu retrato a óleo doado pela família do pintor Abel Manta.

Nessa mesma sessão, foi instituído pela Fundação Professor Francisco Pulido Valente e pela Faculdade de Medicina de Lisboa o Prémio Ensino, atribuído ao aluno melhor classificado na cadeira de Clínica Médica da Faculdade de Medicina de Lisboa. Presentemente, este prémio visa alunos da licenciatura em Medicina e Cirurgia na cadeira de Medicina II, aquela que se entendeu melhor corresponder à cadeira de Clínica Médica de que o Patrono fora Professor Catedrático.

A Fundação patrocinou a edição do livro «Pela Liberdade da Inteligência» de Jacinto Baptista. Foi realizada uma pesquisa no espólio do nosso patrono e feita uma recolha da correspondência trocada entre A. Sérgio e Francisco Pulido Valente. Colaborou também com esta Fundação, para a edição do relatório do Prof. Wohlwill.

Em 1995, foi realizada a exposição «Pulido Valente e o seu tempo» no salão nobre da Reitoria da Universidade de Lisboa. Pôde-se encontrar documentos e fotografias não só do médico conceituado como do pai e amigo e, também, de acontecimentos políticos e culturais da sua época.

Nos dias de hoje, para além do prémio Ensino, foi criado um outro atribuído a investigadores ou instituições ligadas à investigação em Ciências Biomédicas. Este prémio visa distinguir o melhor trabalho publicado (sem restrição do ano de publicação) que descreva investigação executada por um jovem investigador num Laboratório nacional. Este prémio é comparticipado em partes iguais, pela Fundação Professor Francisco Pulido Valente e Fundação para a Ciência e Tecnologia.

Em Dezembro de 2009 a FPFPV reedita, em colaboração com a Imprensa Nacional da Casa da Moeda, o livro «In Memoriam - Francisco Pulido Valente», numa edição revista e alterada.

Também no decorrer desse mesmo mês têm lugar as Comemorações dos 125 anos do nascimento do Patrono da Fundação Professor Francisco Pulido Valente, sendo para o efeito organizada, em colaboração com o Centro Hospitalar Lisboa Ocidental (CHLO) e com o apoio da Fundação Oriente (FO) e da Faculdade de Medicina de Lisboa (FML), uma sessão comemorativa que conta com as participações do Prof. Fernandes e Fernandes, Director da FML, do Dr. Mário Soares, do Prof. Fernando Rosas, do Instituto de História Contemporânea, e do Prof. João Pulido Valente Monjardino, Presidente da FPFPV.

Durante o ano de 2011 foram realizadas diversas homenagens, através de um evento conjunto com o Movimento Não Apaguem a Memória, o Instituto de História Contemporânea e a Fundação Mário Soares, onde se visou homenagear os professores demitidos nas Universidades de Lisboa e Técnica de Lisboa, Porto e Coimbra durante o Estado Novo. A homenagem consistiu no descerrar de placas com os nomes dos professores demitidos e na realização de sessões públicas nas Universidades referidas. As sessões consistiram em lembrar os professores demitidos e discutir o significado e impacto destes factos na Universidade Portuguesa. As sessões foram realizadas a 29 de Novembro na Universidade de Lisboa (Reitoria), 30 de Novembro na Universidade Técnica de Lisboa (Reitoria), também no dia 30 de Novembro na Universidade do Porto (Reitoria) e a 19 de Dezembro na Universidade de Coimbra. As intervenções de fundo nas várias Universidades foram feitas por historiadores das respectivas Universidades. Foi ainda produzida uma brochura pelo Professor Fernando Rosas e Dra. Cristina Sizifredo que inclui um texto introdutório do Professor Fernando Rosas e curtas biografias e fotografias dos professores demitidos.



Criada Fundação Pulido Valente
In Público
A Fundação Professor Pulido Valente, recentemente instituída pelos herdeiros deste conhecido médico, falecido em 1963, vai atribuir um prémio ao aluno melhor classificado na cadeira de clínica médica da Faculdade de Medecina de Lisboa. A fundação pretende desenvolver a sua acção nos domínios da medicina e das ciências aplicadas, atribuindo subsídios, bolsas e prémios a indivíduos ou instituições.