Patrono A Fundação Prémio Ensino Prémio Ciência Biblioteca e Espólio Agenda Contactos e Informações
Logo Fundação Pulido valente
 

Prémio Ensino Professor Francisco Pulido Valente 2016

O Prémio Pulido Valente Ensino 2016 foi atriuído a Bruno Miguel Lopes Rocha, aluno do Mestrado Integrado de Medicina da Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa, que, no ano lectivo 2014/2015, obteve a classificação mais elevada (19 valores) no módulo V-II Medicina Interna.

A cerimónia de entrega do prémio teve lugar em sessão solene no próximo dia 5 de Maio, pelas 12 horas, na Aula Magna da Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa (Hospital de Santa Maria).
Esta sessão contou com a presença do Professor Bruno Silva Santos (FMUL) que proferiu uma conferência subordinada ao tema «Estudo e manipulação de linfócitos T para imunoterapia do cancro».

Fundação Monjardino: co-patrocinador da edição 2016 do Prémio Ensino Professor Francisco Pulido Valente.

 

A Universidade-empresa

A Universidade-empresa chegou.

Consequência inevitável das doutrinas económicas liberais vindas dos Estados Unidos nos anos 90, e apesar da falência dramática recente deste modelo económico e financeiro, a concepção empresarial das instituições de ensino superior não deixa de ganhar terreno. À definição da Universidade como instituição de busca e transmissão de saber contrapõe-se uma outra que essencialmente a vê como uma instituição que acima de tudo pretende reduzir custos por parte do Estado e maximizar financiamentos externos no desempenho de uma tarefa, o ensino, que deixou de ser prioritária para ser insatisfatoriamente cumprida.

Na própria investigação universitária e com a justificação de que esta deve ser relevante para o desenvolvimento económico do País, é imposta uma visão reducionista, provinda da indústria, quer dos temas a incentivar quer no que diz respeito à expectativa de resultados, exigidos a curto ou médio prazo. Como resultado, muitas áreas de investigação são preteridas a favor de outras de maior sucesso comercial potencial e abandonados projectos fundamentais em áreas do conhecimento que envolvem risco ou não garantem resultados a prazo.

Neste contexto, e dadas as áreas de intervenção da FPFPV, pareceu-nos importante dar a conhecimento a notícia que se segue por entendermos que a crise não é apenas da Universidade  no Reino Unido, mas também da Universidade em geral.

A universidade-empresa


 

 

Prémio Ciência Professor Francisco Pulido Valente 2016

O tema do Prémio Pulido Valente Ciência 2016 será  «Neurociências» e o júri terá como  membros o Professor Emérito Fernando Lopes da Silva, do Swammerdam Institute for Life Sciences de  Amesterdão (Presidente), os Professores Nuno de Sousa, da Escola de Ciências da Saúde, Universidade do Minho, Rodrigo Cunha do CNC, da Faculdade de Medicina, Universidade de Coimbra, Isaura Tavares, da Faculdade de Medicina Universidade do Porto, em representação da FCT, e o Professor Emérito Miguel Carneiro de Moura, da Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa, em representação da Fundação Professor Francisco Pulido Valente.

Para proceder à candidatura siga o link seguinte, CANDIDATURAS

 

«Estado Novo e Universidade: a perseguição aos professores»

Foi recentemente dado à estampa pela editora Tinta da China o livro «Estado Novo e Universidade: a perseguição aos professores» da autoria de Fernando Rosas e Cristina Sizifredo.

Esta publicação tem por base a brochura elaborada pelos mesmos autores e editada pela comissão organizadora das sessões públicas de homenagem aos docentes e investigadores universitários demitidos por razões políticas das suas funções durante o Estado Novo. Estas sessões realizaram-se em Novembro e Dezembro do ano passado, nas Universidades de Lisboa, Porto e Coimbra, por iniciativa de Fundação Pulido Valente, da Fundação Mário Soares, do Instituto de História Contemporânea da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa e do movimento cívico «Não apaguem a memória».

 

Professor João Lobo Antumes

A Fundação Professor Francisco Pulido Valente manifesta o seu pesar pela morte do Professor João Lobo Antunes, neurocirgião ilustre, académico e homem de cultura.
Grande impulsionador da investigação biomédica em Portugal foi um fundador e depois um entusiástico e determinado director do Instituto de Medicina Molecular da Faculdade de Medicina de Lisboa, hoje internacionalmente reconhecido pela qualidade da sua investigação e nacionalmente ainda pela contribuição que trouxe à formação científica dos estudantes de Medicina e jovens médicos.
A Fundação Professor Francisco Pulido Valente deseja ainda registar o seu reconhecimento  pela constante  disponibilidade e empenho que João Lobo Antunes sempre demonstrou em participar durante vários anos no júri do Prémio Pulido Valente Ciência como representante da FCT.

 

 

Livro(s)

 

«A angústia da influência - Política, Cultura e Ciência nas relações da Alemanha com a Europa do Sul, 1933-1945»

Excerto do artigo da Dr.ª Cláudia Ninhos publicado no livro acima referido, onde se refere a admiração do nosso patrono pela Medicina Alemã e o facto de três dos seus discípulos terem estagiado neste país no início dos anos 20 do século passado.

 

Reedição do livro  «IN MEMORIAM»:

Já se encontra disponível a reedição do livro «In Memoriam», livro que recorda a vida, as amizades e os interesses do patrono desta Fundação.

Para obter o seu exemplar, envie-nos o seu pedido para o e-mail:

fundacaopulidovalente@gmail.com

ou directamente para a morada,

Fundação Professor Francisco Pulido Valente
Avenida das Tulipas lote 10 - 2.º Esq.
Miraflores, 1495-159 Algés.

Preço do exemplar: 17,20 € + portes de envio (2,30€ - Portugal Continental).